Mini-Curso C# – Parte #2

Salve, salve amigos,

Nesta serie de artigos, estarei postando aqui, um mini-curso de C# para ajudar todos aqueles que desejam iniciar seus estudos nesta linguagem ou aqueles que já conhece alguma linguage, e desejam comecar seus estudos em C#.

Bons estudos.

Introdução a C#
C# com certeza é uma linguagem fácil e poderosa e você poderá comprovar isso
no decorrer do mini-curso, podemos dizer que é tão fácil como java e tão poderosa
como o C++.

Algumas características do C#:
– Case Sensitive – Diferencia maiúsculas de minúsculas
– Trabalha em ambiente gerenciado – O programador não precisa se preocupar,
por exemplo, com liberação e alocação de memória isso é feito de forma
automática.
– Totalmente dentro do padrão de POO – Linguagem totalmente orientada a
objetos.

Nosso primeiro programa em C#

Agora que já sabemos um pouco sobre a linguagem vamos então fazer nosso primeiro
programa em C#, o famoso “Hello World”.

using System;

A keyword ‘using’ importa o Namespace ‘System’ para nosso programa, ou seja, para
que todas as classes e métodos do Namespace ‘System’ possam ser usados em nosso
programa. Atente-se ao ponto e virgula(;) no final da instrução.

NameSpace
NameSpace no .NET tem a função de organizar as classes, para que não se misturem
com outras classes de mesmo nome. São equivalentes aos pacotes do Java e units do Delphi.

Até Parte#3

Take care

Anúncios

Mini-Curso C# – Parte #1

Salve, salve amigos,

Nesta serie de artigos, estarei postando aqui, um mini-curso de C# para ajudar todos aqueles que desejam iniciar seus estudos nesta linguagem ou aqueles que já conhece alguma linguage, e desejam comecar seus estudos em C#.

Bons estudos.

C# (CSharp) é uma linguagem de programação orientada a objetos desenvolvida pela
Microsoft como parte da plataforma .Net(lê-se DOTNET). A sua sintaxe orientada a
objetos foi baseada no C++ mas inclui muitas influencias de outras linguagens de
programação, (Delphi e Java).

Durante o desenvolvimento da plataforma .NET, as class libraries foram escritas
originalmente num compilador/linguagem chamada Simple Managed C (SMC). Mas,
em Janeiro de 1999, o Anders Hejlsberg que fora escolhido pela Microsoft para
desenvolver a linguagem, forma uma equipe de desenvolvimento e dá inicio à criação
da linguagem chamada de Cool. Um pouco mais tarde, em 2000, o projeto .NET era
apresentado ao publico na Professional Developers Conference (PDC), e a linguagem
Cool fora renomeada e apresentada como C#.

Embora existam várias linguagens para a plataforma .NET (como VB.NET, C++, J#), a C#
é considerada a LINGUAGEM do .NET, devendo-se isso ao seguinte:

* Foi criada praticamente do zero para funcionar na nova plataforma, sem
preocupações de compatibilidade com código de legado.

* O compilador C# foi o primeiro a ser desenvolvido.

* A maior parte das classes do .NET Framework foram desenvolvidas em C#.

A criação da linguagem, embora tenha sido feita por vários programadores, é atribuída
principalmente a Anders Hejlsberg, hoje um Distinguished Engineer na Microsoft.

Anders Hejlsberg fora o arquiteto de alguns compiladores da Borland, entre suas
criações mais conhecidas estão o Turbo Pascal e o Delphi.

O que podemos fazer com .NET?

Aplicações Windows, aplicações Web, Aplicações para dispositivos móveis,
componentes enfim o que vier na sua mente e o melhor você pode fazer isso com uma
linguagem de sua preferência, você aprende ela uma vez e pronto pode sair fazendo
qualquer tipo de projeto, aliás, com .NET isso não existe mais: ”Você terá que aprender Tal linguagem”, ao invés disso existe essa pergunta: ”Em qual linguagem você
trabalha?”, com certeza ela já deve ser habilitada ao .NET.

Até a Parte #2

Take care.