Novidades RAD Studio XE3 – Metropolis UI – #1

Salve, salve amigos é com prazer que antes de tudo desejo a todos um excelente 2013 com muita saúde, paz e felicidades.

Neste primeiro artigo de 2013, não sei se é novidade para todos, mas o lançamento do RAD Studio XE3 está cheio de novidades. Entre elas estão: Metropolis UI, FireMonkey FM2 , Visual LiveBindings desenvolvimento para Windows seja em 32bits ou 64bits, o tão divulgado Windows 8 e Mac OS X Mountain Lion. Isso mesmo amigos, agora com Delphi XE3 você desenvolve para Windows em sua última versão e para a plataforma MAC OS X.

São tantas as novidades que além desse artigo #1, vou preparar alguns outros para levar a você um overview do que temos de melhor na evolução tecnológica em relação ao Delphi. Sem contar que ainda este ano teremos RAD Mobile Studio para desenvolvimento Mobile para iOS e Android com Delphi, mas isso é assunto para mais tarde.

Nesta recente versão do Delphi XE3 é possível construir aplicações de forma totalmente RAD (Rapid Application Development), para as plataformas Windows e Mac. Varias outras melhorias e novos recursos foram adicionados que contemplam o desenvolvimento de aplicativos tradicionais Windows, Mac OS X Mountain Lion e o novíssimo Windows 8. Como anunciado pela gigante Microsoft, está versão promete agregar uma nova geração de aplicativos, que serão executados tanto em Desktops quanto em Tablets, incluindo uma interface e usabilidade única e muito particular. Aqui vai um ponto positivo para a Embarcadero, que coloca o Delphi mais uma vez presente, provendo novos recursos a seus clientes a fim de proporcionar mais opções de desenvolvimento e acompanhando as tendências de mercado.

O Delphi XE3 provê uma série de modelos (templates) de projetos pré-prontos e exclusivos para a nova plataforma do Windows 8 recém lançada, já que incluem características que vão da aparência ou seja, layout ao suporte a touch (toque). Estes templates fazem a cobertura do novo recurso denominado Metropolis UI, que proporciona a similaridade e compatibilidade com os modelos de aplicativos mais populares do Windows 8. Este novo conceito visual e de experiência diferente e interativa. Temos ainda a possibilidade de realizar a conversão dos formulários de aplicações tradicionais VCL ou FMX, num processo muito simples e intuitivo como já conhecemos nos processos realizados em Delphi.

Nesta versão XE3 a plataforma de aplicações FireMonkey teve uma evolução e apresenta a sua nova versão, denominada FM2. As mudanças e melhorias, neste caso, se fazem presente com relação à capacidade e desempenho das aplicações. A presença de novos componentes disponíveis para uso, como um novo controle de Grid e ActionLists (muito similar ao da VCL). Assim como o FireMonkey, o LiveBindings é outro recurso que foi introduzido na versão anterior no XE2 e bem aprimorado nesta versão XE3. O LiveBindings, proporciona agora a ligação de dados de maneira totalmente visual, sem a necessidade de escrever código, como já conhecemos. Para que isso seja possível, contamos agora um novo recurso denominado Visual LiveBindings, que possibilita, por exemplo, o estabelecimento de um “Binding” entre um controle UI e um DataSet através de uma simples ação de arrastar-e-soltar no estilo drag-and-drop.

Como pode ter notado em vista do que foi mencionado até aqui, podemos determinar que três itens que se destacam como sendo as principais novidades da versão XE3 do Delphi são: Metropolis UI, FireMonkey FM2 e Visual LiveBindings. Através do Delphi XE3 a comunidade poderá estar de acordo com o que há de mais novo no mercado de software e tecnologia. Sem sobra de dúvida, hoje é o ambiente mais completo de desenvolvimento.

Neste primeiro artigo #1, irei abordar o recurso da Metropolis UI.

O que é Metropolis UI ? É um conjunto de características que produzem aplicações compatíveis com Windows 8. Com Delphi XE3 você pode criar aplicações Metropolis UI usando tanto a VCL ou Firemonkey. Falando de outra forma, seria recursos e características, cuja a função principal é a de reproduzir aplicações Delphi compatíveis com o novo modelo de User Interface (UI) trazida pelo Windows 8. Podemos até pensar em um primeiro momento que aplicações que vislumbram seguir este modelo deverão ser habilitadas a trabalhar tanto em contextos tradicionais, com o uso do mouse, como também em contextos sensíveis ao toque. Poderão ainda ser executadas tanto em Desktop, como em dispositivos móveis. O legal disso tudo é que você pode executar aplicativos desenvolvidos em Windows 8 em versões anteriores do Windows.

O Windows 8 tem como objetivo um visual mais limpo, com uso de blocos com informações dinâmicas denominados de Tiles, além do suporte aos recursos de toque e gestos. O Delphi XE3 então aderiu a está tendência, disponibilizando novos modelos de projetos para suas duas plataformas de aplicação – VCL e FireMonkey.

fig1
Figura 1

O mais bacana de tudo é que todas as aplicações que forem desenvolvidas através destes modelos de projetos, podem ser executadas nas versões anteriores do Windows, não sendo restringidas somente à versão 8 do Windows. Vocês irão notar que um projeto Metropolis UI, tal como o tipo VCL Metropolis UI Application, nada mais é do que um projeto VCL tradicional, com elementos que o habilitam a se tornar compatível ao novo modelo de UI do Windows 8. Como pode ser observado na figura abaixo, podemos notar no projeto VCL Metropolis UI a presença de controles e componentes comuns ao desenvolvimento VCL tradicional. Nota-se a presença de itens como GestureManager, ActionList, Image, Panel, Label, além de outros, e que torna o trabalho de desenvolvimento totalmente familiar e facilitado.

É importante observar que mesmo desenvolvendo aplicações para Windows 8 o XE3 ainda não provê suporte a aplicações nativas WinRT como também para aplicações moveis Metropolis.

fig2
Figura 2

Através de um Wizard o Delphi fornece três tipos diferentes de Layout para o desenvolvimento de aplicações deste tipo. Na figura abaixo, é mostrada as opções para uma aplicação FireMonkey Metropolis UI Application que, por sinal, são as mesmas disponíveis para VCL Metropolis UI Application. A própria nomeação de cada tipo deste reflete sua característica, sendo que a principal diferença entre uma ou outra está relacionada principalmente à parte visual e de navegação do usuário. Abaixo, uma breve explicação de cada uma das opções.

  • Blank Metropolis UI Application: Com está opção é criada uma aplicação com Layout em branco, ou seja, sem um layout definido, deixando que o desenvolvedor faça a sua criação e seu estilo. Apesar disso, em termos de usabilidade, ela dispõe dos recursos necessários para este tipo de UI, tais como suporte a Touch e Gestures. Em Runtime, ou seja, durante a execução o formulário da aplicação é mostrado um estilo padrão, denominado MetroDark;
  • Grid Metropolis UI Application: Nesta opção é criada uma aplicação, com um Layout definindo uma série de grupos de itens informativos dispostos em colunas, tal como em um Grid. Cada grupo possui então uma página de detalhes associada, que pode ser acionada através de um clique durante a sua execução. Nesta opção são adicionados automaticamente dois formulários ao projeto sendo o primeiro exibindo os grupos de itens e o segundo a área de detalhes;
  • Split Pane Metropolis UI Application: Nesta opção é criada uma aplicação com Layout muito próximo do tipo anterior, com a diferença de apresentar menos itens em tela. Em Runtime, o clique sobre cada grupo leva a uma página dividida, contendo uma lista de itens à esquerda e uma seção de detalhes à direita. Novamente dois formulários são automaticamente criados junto do projeto.

fig3
Figura 3

Nas figuras abaixo um visual de aplicações Metropolis, que exibem uma VCL Metropolis UI Application com tipo de layout Grid.

fig4
Figura 4
fig5Figura 5

O XE3 ainda traz alguns novos estilos, marcados como Metropolis UI, prontos para serem usados em aplicações deste tipo, seja em VCL ou FireMonkey, na forma de Skin. Na verdade são quatro as opções disponíveis: Metropolis UI Black, Metropolis UI Blue, Metropolis UI Dark e Metropolis UI Green.

fig6
Figura 6

Veja as possibilidades de desenvolvimento que se abre através desta nova versão XE3.

Se já não bastasse toda esta facilidade para desenvolvimento Metropolis UI, ainda é possível que você realize a conversão de uma aplicação existente para o visual Metropolis UI.

Além de trazer o novo recurso Metropolis UI, ainda é possível realizar a conversão de uma aplicação existente para este novo estilo, seja ela VCL ou FireMonkey. Um exemplo de aplicação tradicional do tipo VCL Forms Application, clique no menu de contexto do mouse no formulário e é mostrada a nova opção “Convert to Metropolis UI Form”. Uma vez acionada, ela exibe uma mensagem de alerta da conversão que está para se iniciar, informando que as alterações, caso sejam realizadas, não poderão ser revertidas. Ao confirmar em OK, o processo é iniciado, e o próprio Delphi se encarrega de fazer as mudanças necessárias, a fim de deixar o visual do formulário no estilo Metropolis UI.

fig7Aplicação Tradicional VCL Form Application

fig8

Veja a nova opção para que seja realizada a conversão

Até o próximo artigo.

Take care

09-02-2013 17-37-47

Anúncios

2 respostas em “Novidades RAD Studio XE3 – Metropolis UI – #1

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s